"Tornamo-nos odiados tanto fazendo o bem como fazendo o mal." (Maquiavel).

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Candidatos eleitos de Meruoca e Alcântaras serão os primeiros diplomados



Está marcada para esta sexta-feira, 9, a diplomação dos candidatos eleitos das cidade de Meruoca e Alcântaras. A diplomação acontecerá num dos auditórios do Centro de Convenções de Sobral a partir das 9h.
Serão diplomados o prefeito eleito de Meruoca, Antonio Fonteles (PP) e o vice-prefeito Rubens lima (PDT); o prefeito eleito de Alcântaras, Joaquim do Quinca (PDT), juntamente com seu vice Benício(PT).
Na mesma solenidade eceberão o certificado de diplomação os vereadores eleitos e os três primeiros suplentes das duas cidades. 
De Meruoca: Herton Alves (PT), Mardônio Cavalcante (PT), José Maria (PC do B), Carina Oliveira (PMB), Rubinho do Zezé (PHS), Thiago Marques (PC do B), Márcia Pimenta (SD), Genival do Anil (PP) e Maurício Sanford (PDT). 
De Alcântaras: Manoel Albuquerque (PDT), Toinha Sergino (PC do B), Júnior Baleia (PMDB), José Cunha (PDT), Alexandre do Bonfim (PDT), Gilberto do Quinca (PR), Antonio Marcos (PSD), Rogério Gago (PR) e Airton da Carmolândia (PSD).

Ivo Gomes deverá dizer nesta sexta-feira que serão dois dos seus secretariados



O prefeito eleito de Sobral, Ivo Gomes, promete divulgar nesta sexta-feira, os dois primeiros nomes de seu secretariado. O anuncio será feito durante entrevista que deverá ser concedida à Rádio Tupinambá de Sobral. Os nomes que serão divulgados ocuparão as secretarias de Educação e Saúde.
Quem deverá ocupar a secretaria da Educação é o professor Herbert Lima, atual coordenador Centro de Educação a Distância. Para a Secretaria de Saúde o nome que está na bolsa de aposta é do atual diretor do Campus da UFC em Sobral, e membro da equipe de transição, Vicente Pinto.

Lei das Promoções: Governo do Ceará promove 456 subtenentes da PM e dos Bombeiros



"No momento em que estamos vivendo, de dificuldade econômica, a gestão tem que priorizar aquilo que a população mais reivindica. E é exatamente isso que estamos fazendo, focando nas áreas prioritárias para os cearenses e a segurança é uma delas. Portanto, essa promoção é uma forma de reconhecer os anseios da sociedade e de valorizar o trabalho desses profissionais". Foi com estas palavras que o governador Camilo Santana promoveu, na tarde desta quinta-feira (8), 456 subtenentes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar ao cargo de segundo-tenente, em solenidade no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.
Ao todo, 326 policiais e 130 bombeiros foram contemplados com a nova lei que regulamenta as promoções e garante a ascensão na carreira ao longo do tempo. Os militares, que assumirão funções administrativas nas corporações, realizaram o Curso de Habilitação de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CHO PM/BM), ministrado na Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE).
Há 20 anos como policial militar, o agora oficial Márcio Diniz, de 41 anos, diz estar feliz com a mudança de patente e confiante com os novos desafios. "A partir de agora, aumenta ainda mais nossa responsabilidade com o trabalho. Sair de praça para oficial é motivo de alegria e de muita honra. Temos orgulho do que fazemos, servir o Estado, e, por isso, temos compromisso com a sociedade", enfatiza.
Para o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Delci Teixeira, a valorização do Estado para os profissionais da área tem sido importante no combate à criminalidade. "O Estado recebe hoje profissionais da segurança mais qualificados, a partir do curso de ascensão ao quadro de oficiais. Com isso, eles trazem toda experiência dentro da instituição e isso é importante, pois prova que estamos valorizando a área da segurança pública. Ou seja, são pessoas capacitadas que saem hoje segundo-tenente, com a possibilidade de ascensão à capitães e, ainda, poderão aspirar ao cargo de major", informa. O bombeiro militar Eduardo Dutra, de 46 anos, promovido a segundo-tenente, tem 26 anos como praça e hoje eleva-se ao cargo de oficial. "Ser agraciado com a Lei das Promoções é ter a certeza que estamos sendo valorizados. Está de parabéns não só o Estado, mas centenas de policiais e bombeiros que dedicam a própria vida para defender os cearenses. Passamos de praça para oficial com a certeza de que só aumenta nossa responsabilidade", afirma.


Lei da Promoção dos Subtenentes
O governador Camilo Santana sancionou a lei especialmente para a categoria no dia 25 de maio de 2016, criando 404 novas vagas no oficialato militar cearense. A lei regulamenta as promoções, garantindo a ascensão na carreira ao longo do tempo. A proposta assegura aos atuais subtenentes a possibilidade de ingresso na carreira de oficial, desde que tenham atingido 20 anos de corporação e pelo menos cinco anos como subtenentes. Após concluído o CHO, os profissionais poderão assumir o posto de 2º tenente, ingressando no oficialato.

Investimentos em segurança
O Governo do Ceará divulgou, no início de dezembro, o resultado preliminar do concurso que oferta 4.200 vagas para reforçar o efetivo da Polícia Militar. Os cargos estão distribuídos em três turmas, com previsão de convocação até o ano de 2018. Já na última segunda-feira (5), o Estado ganhou o reforço de mais 255 policiais civis (65 delegados, 85 inspetores e 105 escrivães) que compõem o segundo grupo de aprovados no último concurso para a corporação. O último grupo deverá tomar posse no primeiro trimestre de 2017.

Média salarial no Nordeste
Há uma semana, o governador Camilo Santana anunciou que vai enviar Mensagem de Lei para a Assembleia Legislativa propondo a implantação da média salarial dos estados do Nordeste para os servidores da área de segurança pública do Ceará. A medida, que é um dos compromissos do chefe do Executivo para a área, foi elaborada após levantamento sobre a realidade dos demais estados nordestinos.

Senado aprova, em primeiro turno, novo marco legal para as licitações e contratos



O plenário do senado aprovou nesta quinta-feira (08) relatório apresentado pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) ao Projeto de Lei (PLS 559/13) que institui um novo marco legal para as licitações e contratos no Brasil.  
A proposta traz avanços como a contratação do seguro, que poderá garantir a conclusão de uma obra pública, em caso de dificuldades enfrentadas pela empresa contratada. Para Eunício, um mecanismo que vai impedir entraves como o que se registra hoje na obra de conclusão da Transposição do São Francisco, particularmente no Eixo Norte, exatamente o trecho que leva a água ao Ceará.  
“Essa iniciativa inibe justamente casos como esse, de uma empresa abandonar a obra por uma série de fatores e comprometer sua conclusão, transferindo todo o ônus ao contratante e prejudicando, principalmente, a população”, argumentou.  
O texto ainda inova com a inversão de fases, compreendendo o julgamento das propostas antes da habilitação e estabelece o fim do projeto básico e do executivo, inserindo a figura do projeto completo.

A construção do relatório, feito pelo senador Fernando Bezerra (PSB-PE), durante as discussões da matéria na comissão temporária da modernização da Lei de Licitações também foi ressaltada por Eunício.
“O senador Fernando Bezerra fez um substitutivo extremamente consistente.  Esse projeto vai facilitar a vida da população e promover transparência e segurança nos processos licitatórios”, reconheceu. 
Outra das medidas previstas no projeto é a reformulação do conceito e dos limites de aplicação da contratação integrada, que agora somente poderá ser adotada para a contratação de obras, serviços e fornecimentos de grande vulto.  
O projeto trata da responsabilização solidária da empresa ou prestador de serviços pelo dano causado ao erário na contratação direta indevida, por dispensa ou inexigibilidade de licitação. Além disso, o projeto estabelece como crime a omissão de dados ou informações e estimula a administração a recorrer ao pregão e à concorrência. 
O texto também inova, ao criar a modalidade do diálogo competitivo, já usada por muitos países da Europa. Trata-se de uma modalidade de licitação em que a administração pública realiza diálogos com licitantes previamente selecionados com o intuito de desenvolver uma ou mais alternativas capazes de atender às suas necessidades, devendo os licitantes apresentar proposta final após o encerramento do diálogo. Normalmente é usada em casos de inovação técnica ou de tecnologias de domínio restrito no mercado.             
A matéria ainda passará por uma votação complementar em plenário e depois seguirá para análise da Câmara.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Polícia vai apurar ataque contra a casa do presidente do Guarany de Sobral

A Polícia Civil de Sobral vai investigar um ato de vandalismo e ameaça contra o médico Erivaldo Mororó, o novo presidente do Guarany de Sobral, que um dia após ser eleito teve o portão da garagem de sua casa pichada com a frase: "Fora Dr. Preste contas".
Dr. Erivaldo disse que está preocupado com a situação e teme que algo de mais grave venha acontecer por isso procurou a polícia para denunciar o caso. Segundo o médico o caso aconteceu depois das 3h de quarta-feira. Segundo ele, chegou da Santa Casa de Misericórdia de Sobral, por volta desse horário e tudo estava normal.

Salário mínimo em novembro deveria ser de R$ 3.940,41



O salário mínimo ideal para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser, em novembro, de R$ 3.940,41. O valor é 4,48 vezes o salário em vigor, de R$ 880,00. A estimativa é do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

O Dieese divulga mensalmente uma estimativa de quanto deveria ser o salário mínimo para atender as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, como estabelecido na Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social.
Atualmente, o mínimo está em R$ 880,00.


(Com informações, Agências)

chegando agora

chegando agora